quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

O Inicio

O veículo motorizado sempre despertou grande interesse no ser humano, fosse por necessidade, fosse por prazer, o prazer de construir máquinas que nos fariam e fazem, ainda hoje ir mais além.
No entanto, foi o automóvel que mais se popularizou e contribuiu de forma mais positiva para o desenvolvimento económico e industrial.
Os quatro cantos do mundo, aceitaram a sua invenção de mente aberta, cada parte do globo desenvolveu um pedigree próprio de cada cultura, assim como a forma de estar perante ideias e inovações, que iam saindo das mentes brilhantes dos seus engenheiros. A ideia de que existem diferentes formas de estar, pode ser resumida de uma forma realmente simples. Se aos alemães lhe podemos atribuir, sem receios, a invenção do automóvel, aos franceses cabe o mérito da sua difusão nos finais do século XIX, graças em parte à sua capital da arte Paris. Aos Estados Unidos, devemos a sua popularização e acesso do automóvel às massas, enquanto os ingleses complicavam a sua construção, "porquê fazer um motor com cem porcas e parafusos se podemos construir um com o dobro dos componentes". Para os italianos estava reservado a conversão de tudo isto em obra de arte, muito por culpa das suas carroçarias delicadas e suas finas e eficazes mecânicas.
É assim que se irá analisar um automóvel no autoblogtest, pois a sua origem transmite algo, transmite os ideais dos seus fundadores, e não se pode comparar o incomparável.

3 comentários:

Pedro Sousa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Sousa disse...

Ora nem mais!
Um entusiasta dos automóveis como eu! Claro que numa vertente ligeiramente diferente..
Enquanto tu vais aos stands fazer os "test-drives" para depois dissertares sobre eles..eu prefiro falar directamente com eles..e perberer quais são as suas dores e claro..Remédios!

Porque como dizes e bem neste artigo, desde muito cedo que o automóvel entusiasma o ser humano, e não só pelos grandes carros, mas sim por tudo o que ande! Tu na tua maneira particular partilhas a tua perspectiva, eu consigo partilhar a minha, e esta é a de que, quase na sua totalidade o automóvel é um "reflexo mecânico" do próprio ser humano..Como? os faróis são os olhos por exemplo..o resto deixo à vossa imaginação e critérios de comparação!

Grande Amigo..Força e Boa Sorte neste projecto..tens tudo para que ele corra bem! Eu cá me fico pelas conversas mudas entre mim e o Turbinas!

Abraço..

Marlene disse...

Ora bem !
gostei da tua iniciativa,é uma area interessante e que tu gostas,tens-me cimo seguidora.
bjs.

Marlene